COMPREENDENDO CONTEÚDOS

1. Porque o Reino Unido foi o primeiro país do mundo a se industrializar? E por que vem perdendo terreno como potência industrial?
O Reino Unido foi o primeiro país a se industrializar por que foi nele, pela primeira vez na História, que se reuniram as condições fundamentais para a eclosão do processo de industrialização tais como: maior acúmulo
de capitais durante o Capitalismo Comercial; consolidação precoce da burguesia no poder, pois foi a primeira Monarquia Parlamentarista da História; desenvolvimentos dos principais avanços tecnológicos da época;
disponibilidade de grandes jazidas carboníferas; abundância de mão de obra por conta das Leis de Cercamento. O país tem perdido terreno para outras potências industriais, principalmente no pós Segunda Guerra
Mundial, porque não conseguiu acompanhar o acelerado ritmo de inovações tecnológicas introduzidos no processo produtivo, que elevou o nível de produtividade e competitividade de países como Japão, Estados
Unidos e a Alemanha. Como consequência disso, seu crescimento econômico diminuiu e em 2008, era a sexta economia do mundo, atrás dos outros países mencionados acima e da China, atualmente ocupa a sétima
posição, atrás do Brasil.

2. Quais são as principais regiões industriais do Reino Unido? As regiões carboníferas continuam importantes?
As principais regiões aparecem no Centro-Sul da Grã-Bretanha, especialmente no eixo Grande Londres-Grande Birmingham. As antigas regiões carboníferas passaram por um processo de desindustrialização e
perderam importância, principalmente com a descoberta de novas fontes energéticas, primordiais para as novas indústrias. Dessa forma, houve um deslocamento industrial em direção so Sul da Grã-Bretanha. Setores
industriais como o têxtil, o siderúrgico e o naval, praticamente deixaram de existir, dando lugar a indústrias mais dinâmicas e tecnológicas como: informática, biotecnologia, farmacêutica, dentre outras.

3. Quais os principais fatores que colaboraram para a industrialização norte-americana?
Uma combinação de fatores de ordem política, social, econômica, cultural e natural explicam a industrialização dos Estados Unidos, concentrada inicialmente no Nordeste do país: a hegemonia política e econômica do
modelo de sociedade das colônias do Norte da Nova Inglaterra; a vitória da burguesia industrial Nortista após a Guerra da Secessão; leis que favoreceram a entrada de imigrantes, que se tornaram que se tornaram uma
ampla reserva de mão de obra e um amplo mercado consumidor; disponibilidade de minérios e combustíveis fósseis; fortalecimento da ética diferenciada de trabalho capitalista na população por conta do
protestantismo; facilidade de escoamento da produção pelos Grandes Lagos; cursos de rios que favoreciam maior energia e maior produção industrial; aprimoramento das fábricas por inovações dos modelos
britânicos; não importância dada as colônias nortistas pela Metrópole no início do seu desenvolvimento; entre outros fatores.

4. Onde se localizam as maiores concentrações industriais dos Estados Unidos? Por que, após a Segunda Guerra, houve uma desconcentração espacial do parque industrial?
Estão na região Nordeste do país, desde a costa litorânea até o Sul dos Grandes Lagos, numa região conhecida como manufacturing belt. Apesar da descentralização recente, essa ainda é a região mais industrializada
dos Estados Unidos.
Com o exagerado crescimento das megalópoles do nordeste estadunidense, gradativamente foi havendo uma elevação dos custos gerais de produção. A desconcentração no pós-guerra foi uma tentativa de baixar os
custos de produção, garantindo, portanto, maiores lucros. As regiões que mais se beneficiaram dessa tendência foram o Sul e o Oeste.

5. Qual o tecnopolo mais importante dos Estados Unidos? Que fatores contribuiram para o seu desenvolvimente e quais os setores mais importantes nele instalados?
O tecnopolo mais importante é o Vale do Silício, localizado no norte da Califórnia. O grande impulso para seu desenvolvimento se deu durante a Guerra Fria, devido a corrida armamentista e aeroespacial. Foram as
indústrias eletrônicas da região que forneceram os transistores e circuitos integrados para computadores e foguetes do programa espacial. Nos anos de 1950, a criação do Stanford Industrial Park, teve um importante
papel para o desenvolvimento desse parque tecnológico, pois atraiu indústrias de alta tecnologia, principalmente do setor da informática. Desde o início essas indústrias estiveram ligadas a Universidade de Stanford e
posteriormente as demais universidades da região. Foi graças a esses pesquisadores que o Vale do Silício se tornou o maior tecnopolo mundial, especialmente nos setores de microeletrônica, informática e
biotecnologia.

6. O que vem acontecendo nas últimas décadas com a participação da economia dos Estados Unidos no PIB mundial? Explique
Desde o final da Segunda Guerra Mundial os Estados Unidos se mantém com o maior PIB, ou seja, como maior economia mundial. Entretanto com o crescimento mais rápido de outros países desenvolvidos como Japão
e a Alemanha e mais recentemente os emergentes do BRIC, sua participação mundial vem caindo. Por exemplo, durante os anos de 1950 a economia estadunidense era 12 vezes maior que a japonesa, já em 2007, era
apenas 3 vezes maior aproximadamente.

DESENVOLVENDO HABILIDADES

1. Com base nas informações disponíveis no boxe da página 146, analise a evolução do consumo de energia no Reino Unido e sua possível relação com a questão ambiental.
O consumo do petróleo no Reino Unido caiu de 1970 para 1990 e a partir de então aumentou, retornando ao patamar de 1970. Desde então, houve uma queda muito acentuada na participação do carvão no consumo
total de energia e um aumento do consumo de eletricidade e gás natural. Praticamente todas as minas de carvão se esgotaram e o país tem de importá-lo. Nas termelétricas houve a substituição do carvão pelo gás
natural, menos poluente. Houve também expansão das usinas nucleares. A participação de fontes alternativas de energia é pequena, mas tem um destaque para a produção eólica.
No período retratado, o PIB do país mais que dobrou, porém o aumento do consumo de energia foi de cerca de 6% apenas. De forma geral, essa tendência se verificou em todos os países desenvolvidos e em alguns
emergentes, pois não fosse essa redução relativa no consumo de energia os impactos ambientais seriam graves e economicamente prejudiciais.

2. Releia o texto a Importância de não nascer importante (página 151), de Eduardo Galeno. Relacione os argumentos constantes nesse texto com o trecho do livro Á ética protestante e o espírito do capitalismo:
“quando Deus, em cujas disposições o puritano via todos os acontecimentos da vida, aponta para um de Seus eleitos, uma oportunidade de lucro, este deve aproveitá-la com um propósito, e, consequentemente, o
cristão autêntico deve atender esse chamado, aproveitando a oportunidade que se lhe apresenta.” (WEBER, 1989, p. 116).
Explique a importância desses fatores históricos-culturais para o desenvolvimento capitalista dos Estados Unidos.
O fato das 13 colônias não terem muita importância para o Reino Unido fez com que essa metrópole exercesse um controle pouco rígido sobre a região, em comparação ao que fazia com suas demais colônias, pois não
tinham maior importância econômica ou suplementar para o Reino Unido. Isso foi importante, pelo fato de que acabou criando condições para a indepêndencia política e, posteriormente, para a industrialização dessa
região, principalmente as colônias do norte, que com o tempo se transformou na região mais importante do país.
Essas condições favoreceram a instauração de uma colônia de povoamento e os imigrantes que chegavam eram majoritariamente protestantes. Como indica Weber, as religiões protestantes criaram uma cultura
favorável ao desenvolvimento capitalista poque não condenavam moralmente o lucro e a acumulação de capitais.

About these ads